ORAÇÃO AO TEMPO

Moças, rapazes,
 
Esta oração é a única que, há um bom tempo, professo. E com fervor (rs).
 
Isto porque, como bem escreveu o poeta Casimiro de Brito (https://prosaempoema.wordpress.com/2009/10/09/fragmentos-para-o-dia-mundial-da-poesia/), a minha religião é a poesia, que, no fundo, é uma anti-religião.
 
Adoro cantar esta oração porque, nos seus versos, todos os pedidos que faço, vida afora, ao maior de todos os deuses: o Tempo. Deus inventivo, contínuo, entidade sem ente, etéreo, compositor de destinos, tambor de todos os ritmos: a este deus peço, sempre, o prazer legítimo e o movimento preciso, isto é, o movimento necessário para que o prazer legitimado, autêntico, por direito, me alcance, de modo que o meu espírito ganhe um brilho definido, e eu, portanto, consiga espalhar e colher benefícios. Esse é o mote da minha trilha, do meu caminhar, para que a minha trilha, o meu caminhar, me valha, pois quando eu tiver saído para fora do círculo deste deus, será como se nem eu nem ele, o Tempo, existíssemos um para o outro. Como bem delineou Ferreira Gullar num poema intitulado Lição de um gato siamês:
 
E como não vivo
além do que vivo
não é
tempo relativo:
dura em si mesmo
eterno (e transitivo)
 
Quero fazer valer o meu Tempo, o único a existir, AGORA, JÁ.
 
Numa canção em parceria com Tomás Improta e Vinícius Cantuária, Caetano Veloso afirma:
 
Ser feliz
O melhor lugar é ser feliz
O melhor é ser feliz
Mas
Onde estou
Não importa tanto aonde vou
O melhor é ter amor
 
(Letra de Aracaju
 
Eu tenho que concordar com esses versos. O melhor lugar é ser feliz. É lutar, batalhar por isso, de olho, sempre sempre sempre, na delicadeza, no carinho e no respeito ao outro.
 
Que o Tempo seja ainda mais Vivo no som dos nossos estribilhos!
 
Um beijo em todos,
O preto.
_________________
 
(do livro Letra Só. autor: Caetano Veloso. organizador: Eucanaã Ferraz. editora: Companhia das Letras.)
 
ORAÇÃO AO TEMPO
 
És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo Tempo Tempo Tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
Compositor de destinos
Tambor de todos os ritmos
Tempo Tempo Tempo Tempo
Entro num acordo contigo
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo Tempo Tempo Tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo Tempo Tempo Tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo Tempo Tempo Tempo
Quando o tempo for propício
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo Tempo Tempo Tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
O que usaremos pra isso
Fica guardado em sigilo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Apenas contigo e migo
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Não serei, nem terás sido
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo Tempo Tempo Tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo Tempo Tempo Tempo
 
Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo Tempo Tempo Tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Anúncios

2 Respostas

  1. Paulinho,

    O seu poema está postado em meu blog!

    Grande abraço,
    Adriano Nunes.

  2. maravilha, lindão!!

    beijo!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: