OS TRIUNFOS DO DIA & DA POESIA

prezados,
 
o poema que segue deve a sua existência a dias como este, que, à primeira hora, desabou com uma luz atonal aguda do mais alto degrau do céu por sobre a cidade do rio de janeiro. o calendário marca a estação do estio, com seus fogos excessivamente facão — e sua lâmina afiada —, com seus fogos excessivamente balão — e suas luminosidades (artificiais) —.
 
uma manhã radiante, de um azul que quase arromba a retina de quem vê.
 
os versos abaixo confabulam uma ode ao gáudio que nos toma a visão, observando as nuances de um dia que se desflora avassaladoramente límpido, claro, sem véus.
 
e, junto à homenagem à pletora das cores, uma homenagem à poesia, capaz de descrever-nos
 
, entre um verso e
outro ,
 
a rua cintilante, silenciosa, que se abre à folha de papel, e que vai dar fora dela.
 
(atentem aos jogos poéticos, às brincadeiras propostas pela disposição das estrofes.) 
 
percebam como a poesia vai se desvelando, deixando-se entrever, como se numa tela de cinema, cheia de planos & ângulos & contraplanos. o título do livro não é em vão. (sobre ele, o livro, sobre as poesias que o formam e sobre a importância do autor na minha vida, escreverei num outro momento.) 
 
deixem que a l u z  a z u l do dia, do poema, avance por suas bocas, narinas e olhos adentro, deixem que ela, a l u z  a z u l, lhes tome todo o corpo, invada todos os jardins cultivados por sobre a estrutura corpórea composta de carne & vísceras.  
 
beijo grande em vocês!,
muita luz em nossas jornadas!,
o preto,
paulo sabino / paulinho.
____________________________________________________________________
 
(do livro: Cinemateca. autor: Eucanaã Ferraz. editora: Companhia das Letras.)
 
TRIUNFO
 
I
 
Da primeira hora do dia a luz atonal,
aguda do mais alto degrau
 
desaba. A manhã parece obrigar-se
por escrito a dissipar os covardes,
 
que rebentarão audazes, convertidos
em outros se um tal azul lhes avança
 
pela boca, narinas e olhos adentro.
Num dia assim, tudo parece novo,
 
perto, a história do mundo um traço
abstrato e, no entanto, inteligível:
 
movimento sem fim, o só abrir-se
do aberto: ritmo.
 
 
II
 
Os ponteiros têm pressa, nuvens
são trapos imprestáveis, o calendário
marca o início do verão e seus fogos
excessivamente facão, balão.
 
Herberto diz que Deus é o cubo
de açúcar que se dissolve no leite,
cito enquanto assisto ao medo
que sobrou da noite desprender
 
-se de meus cabelos e no mormaço
modificar-se num bicho manso.
Lembro-me de Gilliatt, doido, que
não podia crer que o ar fosse deserto.
 
Se o mar é cheio de criaturas, dizia,
também a atmosfera há de ter
seus peixes, cardumes diáfanos
de claridade traspassados, que,
 
sem sombra, seguem ignorados;
esvaziássemos a atmosfera,
pescando-se no ar como num tanque,
achar-se-iam milhões de seres inexplicáveis
 
e com eles muitas coisas se explicariam.
Quanto a mim, imagino que
talvez pudesse vê-la, a poesia,
naquele vazio, entre um verso e
 
 
III
 
outro, naquela (nesta) espécie de rua cintilante,
silenciosa, reta que vai dar fora da folha.

2 Respostas

  1. Paulinho,

    Excelente! Adoro Eucanaã! Você sabia que a esposa do Eucanaã, a Graça, é irmã do Beto que foi casado com a minha irmã? Pois é! Como o mundo é pequeno, né?

    Grande abraço,
    Adriano Nunes.

  2. caramba, adriano, que coincidência! e das boas!

    de fato, o mundo é muito pequeno. veja esta outra coincidência aqui: há um tempo, uma amiga (chamada kédman) me contou, também por conta de um poema que enviei a ela, que conhece o eucanaã, se não me engano os dois foram vizinhos, moraram na mesma rua quando adolescentes(!).

    beijo grande!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: