POESIA E VINHO

prezadas & prezados,
 
a arte é uma dama que distrai a morte enquanto se atira nos braços da vida.
 
à companhia dessa dama, a precariedade de nossas existências é esquecida e a eternidade é alcançada, e a ela ficamos eternamente agradecidos.
 
(a arte concede-nos a graça da eternidade.)
 
como, no curto espaço temporal de um verso, conter a embriaguez do vinho? como, no rápido espaço temporal de uma linha, abrigar a euforia, o êxtase das coisas que inebriam?
 
como reter um traço, um vestígio, um risco, em pergaminho tão sutil, delicado, tênue, que se esboroa no tempo?
 
poesia & vinho: delícias de uma eternidade em fuga, de uma  
etern(a)idade precária.
 
versos: fugazes, precários, todavia, ao alcance do que merece ser eternizado. portanto: não seja o verso entregue à pura sorte, nem surja apenas do suor da lida.
 
(que o verso seja a mistura do que jorra & pulsa & corre nas veias do poeta com o rigor da técnica, para o aperfeiçoamento do poemobjeto.)  
 
que nele, no poemobjeto, circule a seiva das veias do poeta juntamente com a técnica exigida na trama das teias: técnica & emoção unas, em uníssona vibração.
 
ainda que de porre, embriagado, inspire o poema: a lucidez.
 
poesia & vinho é o que desejo a todos!
 
beijo afetuoso,
paulo sabino / paulinho.
__________________________________________________________________
 
(do livro: Enquanto velo teu sono. autor: Adalberto Müller. editora: 7Letras.)
 
 
POESIA E VINHO  (A Marcelo Sandmann)
 
Como conter a embriaguez do vinho
No curto espaço temporal de um verso?
Como reter um traço em pergaminho
tão sutil que se esboroa em tempo adverso?
 
A arte é uma Dama que distrai a morte
Enquanto se atira aos braços da vida.
Não seja o verso entregue à pura sorte,
Nem surja apenas do suor da lida.
 
Que nele circule a seiva das veias,
Espesso fluxo que num corte jorre;
Mas tenha o rigor e a trama das teias,
E inspire lucidez, mesmo de porre.
Anúncios

2 Respostas

  1. Princeso, meu preto!
    NUNCA tinha conseguido entrar no “prosa em poema”. Minha internet do ICMBio é bloqueada e quando estou fora de Tefé, nunca me lembro de entrar… pois bem que hoje estou em Manaus, fui fazer um ato da greve no aeroporto de MAO, e lá comprei DUAS garrafas de vinho.Cheguei em casa, abri um, liguei meu computador, entrei na internet e imediatamente entrei no “prosa em poema” pela PRIMEIRA VEZ. E pude me DELICIAR com “POESIA E VINHO”.
    Como a vida pode ser TÃO poética, né?!? Ou será que é a poesia que é TÃO vida?!? Que seja…! Sincronicidade!!!
    Amo-te!
    OBRIGADO!
    Delicia….!
    Da sua Principa…!

    • gabi, minha príncipa!!!,

      que GRATA notícia você trouxe ao seu princeso!!!

      sincronia TOTAL!!! poesia e vinho na veia (rs rs)!!!

      o seu princeso espera que a príncipa consiga ler o “prosa em poema” mais vezes. o ocorrido já é um sinal (rs)…

      SAUDADES de você, meu AMOR!!

      torço pra que tudo na floresta (seus projetos, suas iniciativas) corra MUITO BEM!!

      TE AAAAAMO!!
      seu princeso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: