POEMA DE NATAL

Sino

_____________________________________________________________
 
fim de ano. andando à rua, de repente, ouço o sino tocar.
 
capacitado ao diálogo, pergunto ao sino, ao claro sino, para quem toca. ele me responde que toca para deus menino que, de longe, vem.
 
como nunca topei com deus menino nas suas andanças pela terra, peço ao sino, que anuncia a sua vinda, para trazê-lo — trazer o deus menino — ao meu amor.
 
o sino interpreta-me ousado em meu pedido; pergunta-me o que tenho a oferecer a deus menino, eu, que sou um velho pecador.
 
ao sino respondo: ao deus menino, deus com quem nunca esbarrei quando nas suas andanças pela terra, ao deus menino ofereço:
 
minha fé cansada (de ser fé — afinal, nunca, na vida, deus menino a mim se apresentou); ofereço ao deus menino o que tenho para comer, para beber, aquilo que me alimenta, aquilo que mata a minha sede: meu pão, meu vinho: o poema, o amor, o sentimento fraterno; ofereço ao deus menino meu silêncio limpo, silêncio isento de qualquer outra coisa que não seja silêncio, silêncio limpo de pensamentos, silêncio vazio de elucubrações; ofereço ao deus menino minha solidão, os momentos do paulo sabino a sós com o paulo sabino, momentos de silêncio limpo, onde o que conta (o que vale) é o que não se conta (o que não se diz; o que não se enumera), momentos da mais pura paz.
 
peço ao claro sino para trazê-lo — trazer o deus menino — ao meu amor.
 
(ao meu poema de natal.)
 
beijo todos!
paulo sabino.
_____________________________________________________________
 
(do livro: Melhores poemas. autor: Carlos Pena Filho. seleção: Edilberto Coutinho. editora: Global.)
 
 
 
POEMA DE NATAL
 
 
— Sino, claro sino,
      tocas para quem?
— Para o Deus menino
      que de longe vem.
 
— Pois se o encontrares
      traze-o ao meu amor.
— E que lhe ofereces
      velho pecador?
 
— Minha fé cansada,
      meu vinho, meu pão,
      meu silêncio limpo,
      minha solidão.
Anúncios

2 Respostas

  1. tenho 48 anos e desde os 8 gosto muito deste poema de natal que me inspirou tanto em minha fé, em meu trabalho… fiquei feliz em reencontrar desta vez aqui, ele que sempre esteve em minha memória. parabéns ao poeta

    • Que maravilha saber!

      Que bacana pensar que foi através deste espaço que se deu o reencontro!

      Parabéns ao poeta, grande!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: