OCUPAÇÃO POÉTICA — TEATRO CÂNDIDO MENDES (9ª EDIÇÃO) — ABEL SILVA E CONVIDADOS
9 de maio de 2017

(O convite para a próxima edição do projeto)

(O homenageado desta edição — Abel Silva)

(Antonio Cicero)

(Geraldo Azevedo)

(Tessy Callado)

(Paulo Sabino e Christovam de Chevalier)

(Elisa Lucinda e Paulo Sabino)

(André Trindade Silva)
______________________________________________________

“Conheço há bastante tempo o blog do Paulo Sabino e acompanho o entusiasmo, a competência e o conhecimento que ele tem das atividades literárias e musicais. Estou feliz em participar de um encontro com leitores e colegas poetas e compositores, num evento de respeito e amor pela literatura e pela música popular brasileira. Espero que haja surpresas com a presença de parceiros e amigos e dos desconhecidos que passarão a ser conhecidos.”

(Abel Silva)

 

 

Dia 15 de maio (segunda-feira), a partir das 20h, acontece a 9ª edição do projeto OCUPAÇÃO POÉTICA no teatro Cândido Mendes de Ipanema, que tem o prazer de receber como homenageado o grande poeta e letrista da música popular brasileira ABEL SILVA!

O Abel Silva, pra quem não sabe, é o letrista responsável por clássicos do nosso cancioneiro como “Festa do Interior” (música do Moraes Moreira e grande sucesso na voz da Gal Costa), “Simples Carinho” (música do João Donato e grande sucesso na voz da Ângela Ro Ro), “Quando o amor acontece” (música do João Bosco e sucesso na voz do próprio João), “Jura Secreta” (música da Sueli Costa e um super hit na voz da Simone), entre outros.

Na noite, leitura dos seus poemas além de algumas canções deste requintado poeta-compositor que serão apresentadas ao violão. Guardamos uma surpresinha pro público!

Para esta 9ª edição, a alegria de receber este timaço na homenagem ao Abel Silva:

– o filósofo, poeta e letrista ANTONIO CICERO (foto);
– o cantor e compositor GERALDO AZEVEDO (foto);
– a atriz, escritora e jornalista TESSY CALLADO (foto);
– o poeta e jornalista CHRISTOVAM DE CHEVALIER (foto);
– a poeta, atriz, cantora e dramaturga ELISA LUCINDA (foto);
– o violonista ANDRÉ TRINDADE SILVA (foto);
– o poeta e coordenador do projeto, PAULO SABINO (foto);
– e, é claro, o grande homenageado da noite, ABEL SILVA (foto).

Aguardamos vocês para esta festa de poesia e música!

SERVIÇO:
Ocupação Poética (9ª edição)
Coordenação: Paulo Sabino
Participantes: Abel Silva e convidados especiais
Teatro Cândido Mendes
Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema
Tel: (21) 2523-3663
Data: 15/05 SEGUNDA-FEIRA
Horário: 20h
Entrada: R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia)***
Vendas antecipadas na bilheteria
Classificação livre
Link do evento no Facebook: http://www.facebook.com/events/1824165584571094/
*** Deixe o seu nome nos “comentários” desta publicação e pague meia entrada (R$ 10,00)

______________________________________________________

(do livro: O gosto dos dias. autor: Abel Silva. editora: 7Letras.)

 

 

 

O GOSTO DOS DIAS

 

O tempo confere
o gosto dos dias
o tempo apura
o açúcar e o sal,
e remedia
o que não tem remédio
e lambe ou cura
a ferida a cal.

O tempo não tira
de mim um pedaço
mas soma e acresce
o que cabe a mim,
o tempo abastece
o que sou e o que faço
e vem sempre comigo
que me levo a pé.

O rumo, presumo,
segue indecifrado
às vezes labirinto
outras, avenida,
atento às pedras
e aos pedágios da vida,
a pouca bagagem
seu peso não sinto,
e o fim do caminho
não sei quando é.

COMO É BOM AMAR…
9 de agosto de 2013

Espada samurai

___________________________________________________________________________________________________

esse tempo pouco, louco de amor, que você me dá cheio de prazer, me acerta, me desperta, me alerta:

a hora — vivida ao seu lado — é um dia tonto de emoção. tamanha emoção que nem dá para prestar muita atenção na tristeza que vem, na tristeza que vai — vai para longe de mim.

(a tristeza vai longe de mim quando aporta a alegria de te ter por perto.)

e quando eu respiro, tirando o seu ar (nas tantas tramas da cama), você abre as narinas, doidas & felinas, pronto a sufocar, você abre as narinas pronto a perder o ar, você abre as narinas pronto a sufocar na falta do ar que eu te retiro.

você: pronto a sufocar na falta do ar que eu te retiro: coragem singela (a de estar pronto para sufocar), tipo “cai, não cai” (jogo em que o objetivo é retirar, com o máximo de cuidado, de atenção, de destreza, as varetas dispostas num tubo cilíndrico, deixando cair o mínimo de bolas de gude que ficam por cima das varetas), coragem como a de um camicase, soldado sempre disposto a se jogar de cabeça no seu alvo, coragem como a de um louco samurai, guerreiro apto à morte se esta lhe for devida.

é você que eu mais quero.

por você eu espero.

(ah, como é bom amar…)

com você, camicase: desejo cama & casa.

(em ti me atiro.)

você: meu louco samurai, guerreiro pronto a sufocar.

(ah, como é bom amar…)

beijo todos!
paulo sabino.
___________________________________________________________________________________________________

(autora: Angela Ro Ro.)

 

 

CAME E CASE

 

Esse tempo pouco
Louco de amor
Que você me dá, que você me dá
Cheio de prazer

A hora é um dia tonto de emoção
Que nem dá pra prestar muita atenção
Na tristeza que vem, na tristeza que vai
Vai pra longe de mim

E quando eu respiro
Lhe tirando o ar
Você abre as narinas doidas e felinas
Pronto a sufocar

Coragem singela, tipo “Cai, não cai”
Tipo camicase
Louco samurai

É você que eu mais quero
Por você eu espero
Ai, como é bom amar
___________________________________________________________________________________________________

(do site: Youtube. áudio extraído do cd: Coitadinha bem feito — as canções de Angela Ro Ro. artista: Vários. canção: Came e case. autora da canção: Angela Ro Ro. intérprete: Leo Cavalcanti. selo: Joia Moderna.)

SÓ NOS RESTA: VIVER
14 de maio de 2013

Paulo Sabino e Jurema Armond

(Na foto, Paulo Sabino & sua mãe, a cabocla Jurema Armond: “nada é igual a ela e eu”.)
______________________________________________________________________

(na companhia do orlando, meu camelo azul da cor do mar, as minhas voltas na lagoa rodrigo de freitas. brisa noturna gelada, noite estrelada, espelho d’água refletindo as pedrarias que compõem o lindíssimo cenário. ao passar pelo “espaço lagoon”, que abriga a casa de espetáculos “miranda”, lulu santos, que comemora os seus 60 anos, entoava o célebre refrão: “vamos viver tudo o que há pra viver. vamos nos permitir”. cantei junto.)

(no fim de semana passado, em comemoração ao dia das mães, viajei, na companhia da minha cabocla jurema armond, para um hotel-fazenda no interior do estado do rio de janeiro, só nós dois, juntinhos.)

(pequenos prazeres, grandes satisfações…)

é claro, é óbvio, é evidente, que a vida não é só alegrias. a vida também é pesar, a vida também é dificuldade, a vida também é lágrima. os momentos de dor existem & não podemos negá-los. é importantíssimo vivenciá-los fundo, é importantíssimo vivenciá-los com vontade.

entretanto, algumas pessoas optam, ainda que inconscientemente, por arrastar os seus momentos de angústia. algumas pessoas optam, ainda que inconscientemente, por cultivar os seus momentos de angústia. algumas pessoas optam, ainda que inconscientemente, em persistir nos seus momentos de angústia.

dói, em mim, saber que a solidão existe & insiste no teu coração.

dói, em mim, sentir que a luz que guia o meu dia não te guia, não.

quem dera, a dor que entristece, pudesse fazer os fracos de alma, sem paz & sem calma, compreender, quem dera, a dor que entristece, ajudasse os fracos de alma, sem paz & sem calma, a ver:

que a vida é bela. e única, intransferível, singular.

sendo assim (única, intransferível, singular), o que nos resta? respondo: o que nos resta é viver.

larguemos, solitária, a solidão.
deixemos, no escuro, a escuridão.

a vida — apesar dos pesares — é bela. só nos resta viver.

beijo todos!
paulo sabino.
______________________________________________________________________

(do encarte do cd: Só nos resta viver. artista: Angela Ro Ro. autora dos versos: Angela Ro Ro. gravadora: Universal Music.)

 

 

SÓ NOS RESTA VIVER

 

Dói em mim saber
Que a solidão existe
E insiste no teu coração
Dói em mim sentir
Que a luz que guia
O meu dia
Não te guia, não

Quem dera pudesse
A dor que entristece
Fazer compreender
Os fracos de alma
Sem paz e sem calma
Ajudasse a ver
Que a vida é bela
Só nos resta viver
______________________________________________________________________

(do site: Youtube. áudio extraído do álbum: Coitadinha bem feito — as canções de Angela Ro Ro. artista: Vários. canção: Só nos resta viver. autora da canção: Angela Ro Ro. intérprete: Rômulo Froés. selo: Joia Moderna.)